Lançamento do livro "Ageing in Place", coordenado por António Fonseca, na Fundação Calouste Gulbenkian

Terça-feira, Julho 6, 2021 - 16:00

António Fonseca, docente da FEP e investigador do CEDH, é o coordenador do livro "Ageing in Place - envelhecimento em casa e na comunidade", lançado na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, no dia 5 de julho de 2021. O evento, sob o título “Modelos e estratégias centrados na autonomia, participação social e promoção do bem-estar das pessoas idosas”, contemplará vários momentos:

  • Apresentação do estudo e da publicação pelo autor, Prof. António M. Fonseca
    Psicólogo e professor associado de Psicologia na Universidade Católica Portuguesa. Consultor da Fundação Calouste Gulbenkian para a área do envelhecimento.
  • Comentários acerca da publicação e sobre a temática do Envelhecimento em Casa e na Comunidade
    Catarina Alvarez
    Psicóloga clínica com especialidade avançada em psicogerontologia, formadora, coordenadora de projetos e responsável pelas Relações Institucionais da Alzheimer Portugal.
  • Mª João Guardado Moreira
    Professora Coordenadora na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco, onde coordena o Mestrado em Gerontologia Social e a Age.Comm – Unidade de Investigação Interdisciplinar – Comunidades Envelhecidas Funcionais.
  • Óscar Ribeiro
    Investigador principal do Grupo de Envelhecimento no Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde (CINTESIS), é professor na Universidade de Aveiro, onde coordena o polo CINTESIS.UA e é diretor do Programa Doutoral em Gerontologia e Geriatria (UA/ICBAS.UP).
  • Alguns Projetos promotores do envelhecimento na comunidade apoiados pela Fundação
    Registos audiovisuais com testemunhos e atividades em curso
     

Resumo
Em Portugal, apesar de a larguíssima maioria dos portugueses envelhecer nas suas casas, as medidas de promoção de envelhecimento em casa e na comunidade – ageing in place – continuam a ter uma fraca visibilidade pública quando comparadas com a atenção que se atribui a soluções institucionais, nomeadamente, ao papel das estruturas residenciais na proteção e promoção da vida dos mais velhos. Opondo-se a uma visão convencional de assistência à população idosa por via da resposta institucional, a valorização de respostas de ageing in place significa responder às necessidades de assistência a partir do contexto onde a pessoa vive, procurando respostas articuladas através de uma integração progressivamente mais alargada de serviços – de âmbito local, regional e nacional.

Na prática, isto significa não retirar a pessoa do local onde ela vive para lhe proporcionar o que ela necessita, mas criar aí condições para que as suas necessidades sejam satisfeitas. É precisamente analisar «como é que isso pode ser feito» que constitui o alvo deste trabalho, fazendo uma análise de práticas reais implementadas em diferentes pontos do país (e também no estrangeiro) e sugerindo ao mesmo tempo recomendações para a sua eventual disseminação.

A partir do levantamento destas práticas e de outros projetos que contribuem para a preservação das pessoas mais velhas nos seus ambientes – onde têm as suas referências, vivem em segurança e participam ativamente na vida comunitária – a Fundação Calouste Gulbenkian resolveu acrescentar valor e chamar a si o reforço das capacidades instaladas e a capacitação das equipas responsáveis pela sua implementação, contribuindo assim para melhorar o impacto na qualidade e abrangência das intervenções em curso. Atualmente, no âmbito dos programas «Envelhecimento na Comunidade» e «Gulbenkian CUIDA», a Fundação Calouste Gulbenkian apoia, por todo o país (incluindo Açores e Madeira) o desenvolvimento de respostas de ageing in place focadas em pessoas idosas que vivem no centro de cidades ou em regiões geograficamente mais isoladas, apresentando frequentemente significativas desigualdades de oportunidades no acesso à prestação de cuidados. Para além do apoio financeiro, as entidades responsáveis pela implementação destas respostas – algumas das quais explicitadas nesta obra – têm o acompanhamento técnico-científico e a formação dos seus profissionais assegurados pela Fundação Calouste Gulbenkian.

O evento realizou-se presencialmente na Fundação Gulbenkian, cumprindo todos os requisitos de acordo com as diretrizes da Direção-Geral da Saúde, com transmissão online. O vídeo de lançamento do livro está disponível aqui.